Atual diretoria da APDF/SindProc completa um ano de gestão e Presidente faz balanço do trabalho nestes 12 meses

Em outubro deste ano, a atual diretoria da Associação dos Procuradores do Distrito Federal (APDF) e do Sindicato dos Procuradores do DF (SindProc) completa o primeiro ano de gestão das Entidades de Classe. Em entrevista, o Presidente, João Pedro Avelar, fala sobre as principais conquistas obtidas pela categoria, os desafios que enfrentaram durante a gestão, além de apresentar o balanço referente a este ano em que está à frente da APDF e SindProc.

Durante a entrevista, João Pedro Avelar ressaltou a importância do envolvimento dos colegas nos assuntos das entidades. “A participação da categoria nas atividades realizadas pela APDF e SINDPROC-DF é importantíssima para a preservação de nosso espírito de corpo. Precisamos nos manter afinados com os anseios da classe e coesos na postulação de nossas pretensões. Juntos somos mais fortes e certamente iremos mais longe”, declara.

Confira a entrevista completa do presidente João Pedro Avelar.


Quais foram as principais conquistas obtidas para a categoria nesse 1º ano de gestão?

Este foi um ano em que tivemos conquistas relevantes. Nossa “prestação de contas” mostra que apesar das dificuldades fomos capazes de avançar, merecendo destaque a questão relacionada às férias, sobretudo no que toca a retomada de seu parcelamento em 15 dias, questão que há muito repercutiu em nossa Carreira.

Como o senhor avalia esse 1º ano de trabalho da diretoria?

Tivemos um ano de intenso trabalho com vários desafios e temas impactantes na esfera local e federal. Pudemos contar com o fundamental apoio de nossa Associação Nacional (ANAPE) na defesa de importantes pautas, como por exemplo, na ADI por ela ajuizada para resguardar a legitimidade da Advocacia Pública para ajuizamento das ações de improbidade. Também fomos desafiados a buscar junto ao Governo e à Direção da PGDF, soluções para temas fundamentais referentes à valorização de nossa Carreira. Atuamos em várias frentes e buscamos entendimento dentro e fora da PGDF para as nossas demandas e assim seguiremos atuando no restante de nosso mandato.


Quais foram os principais desafios?

Nosso maior desafio sempre foi o restabelecimento do padrão remuneratório de nossa Carreira. Tentamos encontrar caminhos para viabilizar desde o reajuste propriamente dito, até a instituição de gratificação específica, mas essa pauta, infelizmente, não avançou. Essa continua sendo a força motriz de nossos esforços. Retomar a remuneração adequada para ativos e aposentados é prioridade número um de nossa Diretoria.

Últimas Notícias

Novo Convênio

O prazo para enviar a Declaração do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) de 2024, referente ao ano-base 2023,

Leia mais »